Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Mostrando postagens com marcador Genética e evolução. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Genética e evolução. Mostrar todas as postagens

Friagem provoca resfriado?

Olha os pés descalços!
Se agasalhe, menina!

São frases de alerta que as mães falam para os filhos para evitar um resfriado! 

Mas será mesmo que o frio causa resfriado? Para a decepção de algumas mães, o frio não provoca resfriado. Não mesmo!



O resfriado é uma doença viral, ou seja, é causada por vírus e não pelo frio!!!

Calma ai, antes de ir reclamar com sua mãe, saiba que ela tem um quê de razão. 

Recentemente, um estudo da Universidade de Yale verificou que os vírus do resfriado se reproduzem, principalmente, em temperaturas mais baixas.

Isso ocorre devido ao nosso sistema de defesa diminuir a eficiência em partes frias do corpo, como no nariz. 



O nariz é a porta de entrada dos danadinhos dos vírus do resfriado e estes, que não são bobos, aproveitam a falha do nosso sistema de defesa e se proliferam!

Então, cubra-se no inverno e mantenha seu nariz aquecido!


Desafio biológico II: Descubra o que há em comum


Olhando as fotos dos vegetais abaixo, veja se você consegue adivinhar o que há em comum entre eles.

File:Cauliflower.JPG
Couve-flor


Repolhos

Ficheiro:Broccoli and cross section edit.jpg
Brócolis


Couve manteiga

Não conseguiu? Vou dá uma dica: O que há em comum nos vegetais acima e a mesma resposta para o que há em comum nos animais abaixo:




E ai descobriram? Vamos parar de enrolação e vamos a resposta:


Você deve ter percebido que os animais lá em cima são todos cachorros, certo? Então, são todos da mesma espécie. Da mesma forma que os vegetais lá em cima são a mesma planta: Brassica oleracea!

Muito de vocês podem até está duvidando que repolho e couve-flor são a mesma planta, mas tem uma explicação.

Vamos tentar entender:

Os seres humanos selecionam características que os convém nos animais e plantas. Se o que interessa de uma planta são as folhas, eles selecionaram sempre indivíduos com folhas vistosas e assim por diante.

Este processo (seleção artificial) ao longo de muitas gerações gera indivíduos muitos diferentes do original. Em alguns casos, entra em discussões, se ainda são da mesma espécie.

Vejam mais exemplos abaixo:

Variedades de milhos

Variedades de pimentas
Na imagem só há 5 diferentes plantas do gênero Capsicum
Importante destacar Capsicum annuum que inclui Pimentões e pimentas como jalapenho. 



Pimenta jalapenho (Verde) e pimentão (Vermelho)




E ai queridos leitores, entenderam? alguma dúvida? Comente abaixo...

Parece que temos que agradecer aos parasitas pelo sexo como o conhecemos



Sob um ponto de vista evolutivo, a reprodução sexual sempre deixou os biólogos com os "cabelos em pé", pois por incrível que pareça, a reprodução sexual não é tão vantajosa assim.

A reprodução assexual (Clonal) é "muito mais tentadora", pois há menos gasto energéticos. Neste caso, não há necessidade de perder tempo com sedução, procura de um parceiro, lutar em nome do amor e ainda há a vantagem de não haver risco de contrair uma doença sexualmente transmissível!

E mesmo assim, no meio destas imensas vantagens, a maioria das plantas e animais insistem em fazer sexo. Por que será?


A resposta para esta pergunta parece ser: PARASITAS!

É isso mesmo: Parasitas! Parece que eles criam uma situação favorável para os organismos rearranjarem seus genomas uns com os outros, apesar das desvantagens do sexo.


Estes rearranjos criam descendentes com novas combinações genéticas que podem acarretar em resistências aos parasitas, que também não fogem da briga. Seria uma eterna luta entre o parasita e o hospedeiro!

Apesar dessa hipótese sobre a vantagem da reprodução sexual ser muito bem aceita pela comunidade científica, ainda há poucas evidências experimentais.

Agora, biólogos da Universidade de Indiana usando o nematoda Caenorhabditis elegans e um dos seus parasitas a bactéria Serratia marcescens fizeram um experimento muito elegante que está tentando provar esta hipótese.


O nematoda Caenorhabditis elegans e a bactéria Serratia marcescens na placa de petri

Basicamente, os pesquisadores modificaram geneticamente o nematoda, obtendo dois grupos:

1) Nematodas que se reproduzem sexuadamente.
2) Nematodas que se reproduzem assexualmente.

Os pesquisadores expuseram os dois grupos ao parasita e verificaram que o segundo grupo se extinguiam em poucas gerações e o primeiro permanecia "firme e forte" ao longo de muitas gerações.

Mostrando ai, experimentalmente, uma vantagem para o sexo.


Jovens fêmeas de chimpanzés brincam de “bonecas”!



Chimpanzés são animais fantásticos, pois lembram muito a gente, mas por essa eu não esperava: Sabe quando, nós mocinhas, brincamos com nossas bonecas?


Então, muitos acreditavam que esse comportamento era impostos por nossos pais, mas veja a ironia do destino, “meninas chimpanzés” também brincam com bonecas!


Você neste momento deve está pensando: Poxa, já vi chimpanzés brincando com bonecas por ai! Você tem razão, mas este é um comportamento imposto pelo ser humano. Eu estou falando não de chimpanzés domesticados, mas dos selvagens! É isso mesmo, as chimpanzés na Selva brincam com bonecas e as bonecas são pauzinhos!

Só as jovens fêmeas tratam os pauzinhos de forma especial, geralmente os pauzinhos são usados pelos adultos para procurarem comidas ou para lutarem, mas as jovens fêmeas cerca 99% delas, não machos, carregam estas “bonecas” e na hora de dormir levam-nas para o ninho ou até mesmo faz um ninho separado para elas. Esse comportamento faz nos lembrarmos de algo, né meninas?



O mais surpreendente é que esse comportamento de brincar com bonecas é esquecido pelas fêmeas chimpanzés ao serem mães!


Em humanos, sabemos que este comportamento tem origens sociais, porém esse achado em chimpanzés, levanta a hipótese de também ter origem genética